fbpx

3 coisas para não fazer com seu gato no frio

Só quem é tutor de gato sabe o quanto esses pets podem ser carinhosos, amorosos e, ao mesmo tempo, bem geniosos e independentes. Enquanto que receber carinho dos seus humanos favoritos é a melhor parte do dia, eles também precisam de espaço pessoal e liberdade para viverem suas próprias aventuras.

E aos poucos os tutores, mesmo aqueles de primeira viagem, começam a se acostumar com os hábitos do bichano. É fácil, com a convivência, saber descobrir que agrada e desagrada o seu gatinho.

Especialmente no frio, os gatos podem ficar bem mais manhosos, preferir ficar dentro de casa e, é claro, na companhia quentinha de seus tutores. Isso porque os gatos sentem frio tanto quanto os outros animais, só têm mais dificuldade para mostrar como se sentem, visto que costumam esconder tudo aquilo que os incomoda.

Mas você sabia que há algumas manias humanas que realmente estressam os felinos? E nós, mesmo sem perceber, podemos ser a causa da ansiedade e estresse dos nossos bichinhos. Principalmente nos dias mais frios do ano. E nós vamos explicar o motivo e como evitar.

Quer saber mais? Então confira nosso conteúdo até o final!

Saiba o que não fazer com seu gato no frio

Não é só no calor que nossos pets ficam mais estressados e desconfortáveis, no frio isso também acontece com bastante frequência. Isso porque qualquer temperatura muito extrema causa mudanças drásticas no ambiente e comportamento dos animais, o que pode tornar tudo muito estranho a eles.

Especialmente quando falamos de frio e de gatos.

Você sabia que os gatos são animais originalmente africanos, mas especificamente dos grandes desertos? Por isso, são naturalmente adeptos ao calor e podem sofrer bastante com as quedas drásticas de temperatura.

Além disso, para os felinos, animais livres e autônomos, a preocupação e atenção excessiva dos tutores pode tirá-los do sério. Afinal, ninguém gosta de ter seu espaço pessoal invadido o tempo todo, não é?

Listamos abaixo três coisas que os gatos realmente odeiam no frio e que nós mal percebemos. Confira!

Roupas de inverno

É só cair um pouco a temperatura que todo tutor começa a tirar as roupinhas dos pets do armário. E apesar de necessárias, as roupas são altamente recomendadas para os cachorros, mas para os gatos nem tanto.

Isso porque os felinos não são muito fãs de nada que os aperte e os impeça de se movimentar como deveriam. Alguns gatinhos podem até se adaptar às roupas, mas na maioria das vezes não é bem assim.

Por isso, você pode até tentar oferecer algumas peças de roupa ao seu gatinho no inverno, mas nada de forçá-lo a vestir contra a sua vontade. Se perceber que seu felino se recusa, então deixe a roupinha para lá e invista em cobertores e almofadas quentes para a caminha e outros lugares favoritos da casa.

Falta de higiene

Se tem uma coisa que os gatinhos realmente detestam, essa coisa é sujeira. Seja neles mesmos ou no ambiente onde estão acostumados a ficar, a falta de limpeza pode deixar o gato ansioso e muito estressado.

Por isso, mesmo que o frio dê um pouco de preguiça e seja muito mais confortável deixar as tarefas para depois, mantenha o espaço do seu gato limpo.

Se o gatinho também é habituado a tomar banho no verão, você pode substituir o banho com água pelo banho a seco para gatos. Basta espirrar um pouco do produto sobre o pelo do bichano e secar com uma toalha macia.

Mudança de lugar

Falamos no conteúdo anterior, aqui no blog, sobre os benefícios de manter o gato dentro de casa no frio. Além de protegê-lo das baixas temperaturas, também é uma forma de evitar o desenvolvimento de graves doenças respiratórias.

Deixar a caminha longe de portas e janelas também é recomendado, porém, muito calma no momento da mudança. Como falamos acima, os gatos são animais de hábitos e qualquer mudança muito brusca na rotina pode causar um mega desconto.

Principalmente quando se trata de seu espaço e objetos pessoais, como a caminha, o arranhador, a caixa de areia e os potes de comida. Então, a solução é se planejar com antecedência e fazer a transferência aos poucos.

Comece deixando outras opções de caminhas e caixas de areia em diferentes ambientes da casa, de preferência os mais quentes e, aos poucos, comece a remover os itens antigos. Depois você até pode substituir a caminha nova pela velha, mas nada de um dia para o outro.

Gostou das nossas dicas sobre o que não fazer com seu gato no frio? Então leia também: Saiba os principais cuidados com o gato no inverno

Mais posts!

Para que serve o bigode do gato?

O bigode do gato, feito de fios de queratina, é essencial para o equilíbrio do animal e jamais pode ser tosado ou cortado. Isso porque,